4 PASSOS PARA SABER ANTES DE CONSTRUIR OU REFORMAR

4 PASSOS PARA SABER ANTES DE CONSTRUIR OU REFORMAR

São mutas as dúvidas quando o assunto é reformar, tanto para grandes áreas quanto pequenas, ou seja, não importa o tamanho do seu empreendimento a sensação é que você irá ter dor de cabeça. Mas fique tranquilos, a SIM irá te auxiliar com dicas simples e diretas a respeito desse assunto importante. Já adiantamos que não é esse bicho de sete cabeças todo não. No final desse artigo ainda estiver com dúvidas ou receio de algo, não hesite, entre em contato conosco! Agora vamos ao que interessa, os quatro passos básicos que você deve saber antes de entrar em obra,

 1º PASSO: Decidir o que quero

imagem figurativa para pensamentos

 

Antes de colocar a “mão na massa” é preciso tomar algumas decisões importantes para realização do seu sonho. Em outras palavras, é preciso ter consciência do que você quer para sua nova casa. Reflita sobre o que você precisa em sua nova construção. Perguntas do tipo “como será a casa que eu preciso?”, “que estilo de arquitetura e de decoração eu quero para ela?”, e “quanto estou disposto a gastar?” ajudam a direcionar e definir suas expectativas. E a partir do momento em que definir estas intenções, contrate um arquiteto*.

perguntas para autoconhecimento

*POR QUE UM ARQUITETO: Ele tem uma formação multidisciplinar que o habilita a unir técnica, criatividade, funcionalidade e estética, deixando o seu imóvel mais agradável e adequado às suas necessidades e ao seu orçamento. Além do mais, ele pode elaborar projetos que englobem não apenas a construção civil, como também toda a parte de paisagismo, urbanismo, interiores, decoração, projeto mobiliário, iluminação e restauro. Desta forma é um profissional adequado para você qndo o assunto é reformar ou construir.

2º PASSO: A escolha do profissional que vai ajudar nessa caminhada

A escolha desse profissional é muito importante, pois na hora de reformar ou construir são varias etapas que precisam ser percorridas e varias delas com tomadas de decisões técnicas. Então para selecionar o arquiteto, é ideal conversar com conhecidos que já trabalharam com esse tipo de serviço e que possam indicar um profissional. Caso não seja possível uma indicação por pessoas de sua confiança, outra opção seria encontrar arquitetos de obras com as quais você se identifica. Além disso, os arquitetos possuem portfólio de seus projetos e que podem ser encontrados na internet. Leve isso em consideração para escolher o profissional com perfil mais próximo ao que procura.

Definido o arquiteto, o próximo passo é expor seus objetivos e finalidades da obra para o mesmo. É muito importante para a elaboração do projeto que você apresente todas suas necessidades, porque será de posse dessas informações que o profissional apresentará alternativas e soluções para suas demandas. Outro aspecto importante e que muitas vezes é deixado de lado refere-se a escolha do mesmo profissional para fazer o projeto e acompanhar a obra. Isto ajuda a evitar contratempos e aborrecimento durante a execução. Caso não seja possível, certifique-se de que o autor do projeto visite periodicamente a obra.

pessoas em reunião

3º PASSO: O projeto

O projeto é a materialização da ideia que irá atender as suas necessidades. Com o projeto é possível encontrar a melhor solução sem “achismo”, garantindo economia de tempo e dinheiro. É ele o responsável pelo conceito estrutural e pelos detalhamentos técnicos, bem como providenciar o projeto legal para aprovação nos órgãos públicos e a especificação de materiais de construção e acabamento.

Para se ter uma noção mais aproximada de custos de obra, é possível encontrar na internet a tabela CUB/m² (custo unitário Básico), atualizada mensalmente, que serve para estimar o valor do metro quadrado dependendo da região do país, do tipo de projeto e do padrão das construções.

Além disso, muitos arquitetos cobram seus honorários em função desta tabela. Segundo o IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), o preço de projetos arquitetônicos varia entre 2% a 9% do valor do CUB/m².

Dica: ORGANIZE SEU TEMPO! O projeto deve te acompanhar desde o início da decisão de construir ou reformar. A aprovação de projetos arquitetônicos em órgãos públicos, por exemplo, pode levar tempo, entre 6 a 12 meses, por isso não perca tempo.

Antes e depois de um ambiente após uma reforma

4º PASSO: A obra (mão na massa)

É fundamental fazer o planejamento da obra e este planejamento deve ser feito juntamente com os profissionais que irão executa-la. Pois as etapas e sequencias de uma obra, os valores relacionados a cada etapa e seus respectivos prazos são alguns dos fatores necessários para uma boa preparação.

PLANIFICAÇÃO: O Cronograma Físico-Financeiro é uma excelente ferramenta para controle e gestão de obra, porque ele atrela fases de uma obra com seus respectivos custos e prazos, informando valores específicos de cada etapa, o respectivo tempo de execução e porcentagem do total necessário à conclusão.

VIVER O SONHO!!!

Não adianta ter pressa para acabar logo, porque um trabalho bem feito, com todos os detalhes necessários, resultará em um resultado incrível. Assim que todos os passos dessa maratona forem percorridos, a sensação da chegada vai fazer tudo ter valido a pena.

 

Compartilhe o post:

Deixe Um Comentário

Seu e-mail está a salvo connosco.

Abrir WhatsApp
1
Olá!
Podemos te ajudar?
Powered by