social

AQUECIMENTO DE PISO, LUXO OU SUPÉRFLUO!?

AQUECIMENTO DE PISO, LUXO OU SUPÉRFLUO!?

O aquecimento de piso é uma prática que está ganhando o mercado da construção civil, cada vez mais. Não importa se você gosta do inverno ou não, o piso gelado (principalmente nos banheiros) é incômodo para todo mundo. Os pisos aquecidos são uma das tecnologias mais utilizadas para climatizar todo o ambiente. A principal vantagem deste tipo de piso, em relação aos aparelhos de ar-condicionado e aquecedores portáteis, é que em vez de aquecer apenas um ambiente, você pode aquecer toda a casa de uma vez só e de forma homogênea.

O processo de controle e monitoramento das temperaturas é feito através de sensores colocados separadamente em cada ambiente. Dessa forma, é possível utilizar temperaturas diferentes, se assim for desejado.

Dois tipos de piso aquecido

Existem dois tipos de pisos aquecidos: os hidráulicos e os elétricos. No sistema hidráulico, o aquecimento acontece através de uma tubulação com água aquecida a gás que passa por baixo do concreto. Na opção pelo sistema elétrico, o aquecimento é realizado por resistências elétricas. Podem ser em forma de serpentina ou através de mantas de aquecimento, também instaladas abaixo do concreto.

“As pessoas usam mais o sistema elétrico. A interferência construtiva é menor, é mais fácil de instalar e mais econômico”. Atesta Ayrton Zanon Júnior, engenheiro e diretor comercial da Eurocable — empresa especializada no ramo. Com isso vamos dar um foco maior nesse sistema. Mesmo porque para o aquecimento hidráulico necessita de um espaço maior para sua instalação, tanto para sua caldeira quanto para sua tubulação. E isso muitas as vezes não pode ser atendido pela realidade que vivemos, com moradias cada vez mais enxutas e compactas

Aquecimento de piso – sistema elétrico

A tecnologia funciona através de resistências colocadas embaixo do contrapiso da edificação, irradiando calor para o ambiente. Para que não tenha nenhum risco de choque, os cabos são totalmente revestidos com silicone e cobertos com uma manta isolante. Possibilitando assim que o piso não absorva o calor e fique superaquecido. E claro, o contra piso pode ser revestido com vários tipos de materiais – piso frio (porcelanato, cerâmica), parquê, carpete – conforme as especificações do fabricante da marca.

O controle desses cabos é feito através de um termostato, onde se programa a temperatura desejada. Esse termostato pode ser instalado em lugar estratégico, de fácil acesso aos moradores, definido em projeto arquitetônico e executado no projeto complementar específico de aquecimento de piso. Além disso, ainda é possível programar a temperatura e aquecer cada ambiente em horários diferentes.

Uma grande preocupação nesse sistema é o gasto com a energia. O ideal é ter um sistema integrado, onde a residência possua também um sistema de energia solar, tendo em vistas as inúmeras vantagens que esse investimento agrega a sua construção. Dito isso, vamos a alguns números que exemplifica esses gastos com a energia. Há estudos que informa que considerando uma área de 100 m² de atuação do sistema, o consumo mensal significaria cerca de R$ 200 a mais na conta de luz, isso com toda área de atuação ligado seis horas por dia, ou ainda metade da capacidade, 50 m², funcionando por doze horas por dia.

Lembrando que uma das vantagens é você poder aquecer toda a casa de um modo eficiente e uniforme, mas na maioria das vezes não é necessário – indispensável sim, é aquecer os cômodos de maior permanência. Deste modo você terá um sistema eficiente e consideravelmente econômico, em vista ao conforto que proporciona.

Ao contrário do ar condicionado, que tende a deixar o ar seco e ter um alto custo de manutenção, os pisos aquecidos apenas aumentam a temperatura da casa sem alterar a composição do ar e tendo pouca manutenção.

AQUECIMENTO DE PISO 2 AQUECIMENTO DE PISO 3

AQUECIMENTO DE PISO 4 AQUECIMENTO DE PISO 5

Vantagens do aquecimento de piso

Conforme Warmup — empresa especializada no ramo, podemos citar as seguintes vantagens do aquecimento de piso pelo sistema elétrico:

  • Liberdade de design e zero manutenção. Sem radiadores volumosos para ocupar espaços valiosos nas paredes e no chão, nossos sistemas são o sonho de um designer. Piso aquecido permite que você use cada metro quadrado de sua casa da maneira que você quer sem radiadores no caminho.
  • Compatível com qualquer ambiente. Graças à uma ampla gama de produtos e sistemas, existe uma solução para praticamente qualquer tipo de projeto, quer seja uma obra nova, reforma ou modernização.
  • Redução de custos e aumento da eficiência energética. Dividir sua casa em zonas de piso aquecido é simples, e ao contrário de sistemas tradicionais que executam todos os quartos ao mesmo tempo, você pode definir o aquecimento para salas individuais onde e quando você precisar. Com isso, reduções de até 10-20% nas faturas de aquecimento podem ser alcançadas.
  • Conforto através da distribuição uniforme de calor.O piso aquecido espalha o calor em toda a área do piso de forma uniforme, utilizando calor radiante de baixa temperatura ao invés de um ponto de alta temperatura (como nos radiadores). O aquecimento de uma superfície grande a baixa temperatura produz a forma mais confortável de aquecimento possível.

Conclusão

Existem muitas outras formas de aquecer o ambiente hoje em dia, com as tecnologias cada vez mais acessíveis. Sistemas de calefação central, ar condicionado, aquecedores portáteis, mas um grande sistema que vem ganhando relevância no mercado é o aquecimento de piso por resistências elétricas em forma de serpentina. Se levarmos em consideração o custo-benefício e qualidade do aquecimento, talvez não há comparação com outros métodos no mercado.

Destaque-se a importância de colocar o piso aquecido quando a casa estiver em processo de construção ou, melhor ainda, em projeto. Deste modo o custo reduz ainda mais, é possível pensar em estratégias onde permitam a eficiência do sistema e a interligação dos mesmos com outros sistemas e deixar a sua “maquina de morar” com todas as engrenagens alinhadas.

No projeto é possível prever todas as interferências desse sistema gera para a residência, como por exemplo: O piso aquecido requer espaço, e ele ficará mais alto do que o normal, graças a todo o aparato que vai embaixo do piso. Se você quer uma casa com o pé direito alto, devemos prever uma estrutura um pouco mais alta para que o contra piso da moradia, não interfira no pé direito alto. Porque com o aquecimento de piso é necessário um contrapiso maior, assim sua preferência será atendida. Geralmente, a própria empresa que vende e instala este tipo de sistema vai sugerir um profissional para avaliar qual o piso mais indicado e o que precisa ser pensado e feito para que fique do jeito que o cliente deseja.

Para imóveis prontos, a instalação do piso aquecido exige uma obra para quebrar boa parte do piso. Já que o circuito precisa obrigatoriamente estar abaixo do contrapiso, para que tenha uma espessura mínima para a camada isolante, cabos ou tubulações e camada de proteção. Assim, depois de instalado o sistema de aquecimento, o piso pode ser lavado normalmente.

Portanto como na maioria dos casos é interessante pensar nesse sistema na face inicial do projeto, ainda em sua concepção. E por se tratar de um ótimo custo-benefício, não pode estar de fora do seu programa de necessidades. Mas se você já possui uma casa própria e quer usufruir deste conforto, nem tudo está perdido. Para isso é importante consultar um profissional para avaliar a real situação. Assim é possível analisar a viabilidade de forma técnica e especifica para você. Qualquer dúvida, estamos sempre a sua disposição. A equipe SIM agradece o seu tempo e esperamos ter contribuído na sua pesquisa sobre esse tema. Obrigado!

 

Referências

https://www.gazetadopovo.com.br/haus/tecnologia/pisos-aquecidos/

https://www.warmupbrasil.com.br/piso-aquecido

https://www.fazfacil.com.br/manutencao/aquecimento-de-pisos-e-paredes/

Compartilhe: