social

JARDIM VERTICAL PARA MINHA CASA, SIM VOCÊ PODE…

JARDIM VERTICAL PARA MINHA CASA, SIM VOCÊ PODE…

O jardim vertical vem sendo muito usado nos dias atuais. Pode ser proposto em qualquer tipo de moradia, seja uma casa em condomínio, apartamento ou casa na cidade. O importante é entender como deve fazê-lo e como manter. Com isso vamos falar um pouco mais sobre esse tema e passar algumas dicas importante. Assim ao final deste post você terá uma boa ideia se é isso que você realmente quer.

Porque devo fazer um jardim vertical?

Em primeiro lugar, isso não é uma coisa obrigatória de toda residência, digamos que é uma técnica que junta o útil ao agradável. Porque além de trazer beleza tem uma função de equilíbrio de ecossistema. Em seguida é necessário saber o porquê de ter um jardim vertical em sua casa. Ele é basicamente, vegetação em uma parede, ou seja, na vertical. Esse recurso é muito usado em projeto para deixar o ambiente mais aconchegante e trazer uma “vida” para este local. Pode ser realizado de diversas maneiras. Pois existe uma grande de diversidade de estrutura para sustentação, formas e é claro uma grande diversidade de espécies de planta. Iremos falar disso um pouco mais para frente.

Um grande ponto a favor da utilização é um maior conforto térmico e a consequente economia de energia, pois pode haver uma diminuição da sensação de necessidade de usar ventilador ou ar condicionado.

Benefícios das Paredes Verdes

  • Melhora na eficiência energética;
  • Retenção de impurezas e poluentes;
  • Ar mais puro;
  • Equilíbrio da temperatura;
  • Barreira acústica.

jardim vertical

Dicas para montar um jardim vertical em casa

  • Qualquer ambiente da casa pode receber um jardim vertical – cabe ao morador jugar em qual o ambiente ele acha adequado ou necessário. Mas é condicionante que o local tenha condições de luz e ventilação adequadas para a vida da planta;
  • Muito cuidado na hora de escolher as plantas para o jardim. Consulte um profissional. É legal ter diversidade de planta, mas o importante é que tenham características semelhantes ao ambiente que será proposto, ou seja planta de sol em ambientes que terá sol;
  • Pense no tipo de irrigação: manual ou automática? Para jardins verticais de pequeno porte, a rega manual é suficiente, mas para grandes paredões – tanto em altura, quanto em largura, o ideal são os sistemas automatizados que garantem a rega de todas as plantas por igual, além de facilitarem o momento de adubagem que pode ser realizada junto à irrigação;
  • Caso você não tenha muito disponibilidade e tempo para cultivar o seu jardim vertical, opte por plantas que não exijam tantos cuidados. Uma boa opção são as suculentas;
  • As plantas que crescem verticalmente na natureza são ótimas opções para esse tipo de paisagismo, como as samambaias, jiboias e barba de serpente.

jardim vertical

Estrutura para jardim vertical

Existem vários tipos de estruturas para a elaboração de um jardim vertical. O interessante que essa estrutura está diretamente ligada a forma ou personalidade que você queira implementar. Por exemplo, com uma estrutura metálica bem fina, é possível camufla-la te tal modo que a mesma pareça não existir. Ou ainda dar um ar de solidez a parede com uma estrutura de bloco pré-moldado. E até mesmo um ar mais natural e rústico com o jardim feito por meio de painéis de fibra de coco. Dentre as estruturas mais utilizadas estão:

  • Blocos pré-moldados: são feitos com concreto fundido ou socado e devem ser instalados em muros impermeabilizados;
  • Blocos cerâmicos: precisa sem impermeabilizado e pintado e é instalado com uso de argamassa na parede;
  • Treliça: normalmente feita de madeira, metal e PVC e é facilmente fixada à parede, oferecendo uma superfície para os vasos serem presos;
  • Estrutura modular de plástico: pode ser comprado individualmente ou em kit, o que permite adaptar a espaços de tamanhos diversos;
  • Sistema modular: composto por nichos sequenciais com encaixe para vasos;
  • Painéis de fibra de coco: costumam vir com vasos feitos do mesmo material, têm como vantagem o fato de reter naturalmente a umidade, o que diminui a necessidade de irrigação contínua;
  • Prateleiras: nas prateleiras é possível fazer um jardim vertical barato com plantas variadas em vasos comuns.

 

Plantas para jardim vertical

Antes de pensar em escolher suas plantas para jardim vertical, é essencial definir o local, ou mais precisamente a parede onde irá colocá-las. Isso porque o mais importante para fazer essa seleção é saber se no local de instalação do jardim vertical há incidência de luz solar direta ou não. Isso é fundamental para o bem estar das plantas e a manutenção do jardim. Uma escolha erra da aqui pode definir um fracasso certeiro de sua parede verde.

Para ambientes internos onde não há muita incidência de sol, recomendamos essas espécies de plantas para jardim vertical:

  • Samambaia
  • Singônio
  • Dinheiro-em-penca
  • Renda-portuguesa
  • Chifre-de-veado

Já em ambientes externos e naqueles onde há muita incidência de luz solar direta, essas são algumas das melhores escolhas de plantas para jardim vertical:

  • Lambari-roxo
  • Colar-de-pérolas
  • Orquídea-grapete
  • Clorofito
  • Hera-inglesa

Além disso, outro ponto importante é saber a relação que uma espécie tem com a outra. Porque dependendo do tipo de planta escolhido, uma pode sufocar a outra. Uma boa dica para isso é o plantio das plantas em vasos separados, deste modo você irá conseguir controlar melhor a relação entre as plantas.

Por fim tem a opção das plantas artificiais. A princípio pode parecer uma escolha errada, mas para quem não tem muito tempo, mas gosta do visual do jardim vertical e quer ter uma casa, é uma possibilidade a ser levantada. No caso do jardim vertical artificial, basta escolher as plantas e flores artificiais que você mais achar bonitas.

Irrigação

Esse é um ponto fundamental, uma vez que é essencial para o bem estar das plantas, que por sua vez têm especificidades diferentes dentro do mesmo jardim (isso se optar por diferentes espécies). Outro cuidado é com o acesso aos vasos, para essa irrigação e com a água que por muitas vezes pode escorrer e cair em algum móvel próximo. Por outro lado, esse ritual, para muitas pessoas é um tipo de terapia e relaxamento, um momento “meu e a natureza”. Uma solução eficiente e prática é a automação, que nos dias atuais vem ganhando força em vários pontos dentro da residência – onde permite o controle da casa literalmente pela palma das mãos. Para isso é instalado um controlador, que se conecta na entrada da torneira. Funciona a bateria e sua conexão é feita por bluetooth, o que permite configura-lo através do celular.

 

Então é isso, a intenção aqui é realmente tirar algumas dúvidas básicas e passar alguns conceitos sobre o tema proposto. O jardim vertical é uma super tendência atual da decoração. Adaptável a espaços de diversos tamanhos. É uma forma de se aproximar da natureza levando-a para dentro de casa. E para fazer isso de uma maneira correta e harmônica com o ambiente como um todo, em muitos casos é necessário o acompanhamento de um profissional, e SIM, conte com nós para isso!

Compartilhe: