social

O QUE É EPS NA CONSTRUÇÃO CIVIL?

O QUE É EPS NA CONSTRUÇÃO CIVIL?

No ramo de construção civil, diversas inovações surgem a todo tempo, tornando esse setor muito dinâmico. Ultimamente o EPS tem se popularizado ainda mais no Brasil, visto que em países como Estados Unidos, esse material já é utilizado a quase um século. Mas afinal de contas o que é EPS?

O Poliestireno Expandido (EPS) é um material de isolamento de espuma plástica leve e rígido, produzido a partir de grânulos sólidos de poliestireno. Quando a matéria-prima em forma de pérola é colocada em contato com o vapor, ela se expande para cerca de 40 vezes seu tamanho original. Pode então ser moldado em formas apropriadas adequadas à sua aplicação. Isso significa que o EPS consiste em grande parte de ar, 98 por cento para ser exato.

 

Quem precisa de EPS?

Qualquer pessoa que precise isolar termicamente e acusticamente paredes, telhados ou pisos encontrará o material EPS ideal, econômico e fácil de usar em todos os tipos de edifícios, desde casas e escritórios até fábricas e escolas. EPS é usado por engenheiros civis como um material leve para preenchimento ou formação de vazios. Também é usado como material de flutuação.

 

Como é produzido o EPS?

A fabricação de EPS está em conformidade com os mais rigorosos requisitos de saúde e segurança do país.

Existem 5 etapas de fabricação:

Pré-expansão: Os grânulos de poliestireno são expandidos por exposição livre ao vapor para formar grânulos maiores, cada um consistindo em uma série de células não interconectadas.

Condicionamento: Após a expansão, os grânulos ainda contêm pequenas quantidades de vapor condensado e gás pentano. À medida que esfriam, o ar gradualmente se difunde pelos poros, substituindo, em parte, os outros componentes.

Moldagem: As contas são moldadas para formar placas, blocos ou produtos personalizados. O molde serve para criar e reter a pré-espuma, e o vapor é novamente utilizado para promover a expansão. Durante a moldagem, o vapor provoca a fusão de cada cordão com seus vizinhos, formando assim um produto homogêneo.

Moldagem: Após um curto período de resfriamento, o bloco moldado é removido da máquina e, após condicionamento adicional, pode ser cortado ou moldado conforme necessário usando elementos de fio quente ou outras técnicas apropriadas.

Processamento de pós-produção: O produto acabado pode ser laminado com folhas, plásticos, feltro para telhados, painéis de fibra ou outros revestimentos, como material de revestimento de telhado ou parede.

 

Principais benefícios do uso de EPS construção

Quando fabricado de acordo com as características técnicas e densidades necessárias para cada projeto, temos inúmeras vantagens do EPS Isopor na construção civil, tais como:

Economia com mão de obra, pois permite uma aplicação ágil e simples de ser feita;

Reduz desperdício de materiais;

Previne e reduz os riscos de incêndio, uma vez que o EPS utilizado na construção é autoextinguível e evita que o fogo se alastre rapidamente;

Reduz o peso estrutural da obra, pois o EPS como dito, é composto de 98% de ar;

Versatilidade, pois o EPS é compatível com diferentes tipos de materiais;

Sustentabilidade, uma vez que o poliestireno expandido é 100% reciclável.

 

Principais usos de EPS nas etapas da construção

Primeiramente, por ser um excelente isolante térmico, o EPS pode ser capaz de reduzir em até 30% o gasto com energia elétrica, uma vez que tendo um ambiente interno isolado, evita o uso em maior escala de ar condicionado ou aquecedores. Com isso seu uso vem se tornando tendência entre arquitetos e engenheiros.

Outras formas de uso e aplicação do EPS são:

Lajes: usado nas lajes, o Isopor  preenche o espaço e vão menos concreto e ferragens do que os outros processos que utilizam técnicas tradicionais;

Forros: podem ser aplicados em qualquer tipo de obra oferecendo conforto térmico e acústico e baixa absorção de água no interior do ambiente;

Pavimentação de terrenos: o material é utilizado principalmente em solos pouco firmes (como mangues ou solos de origem fluvial);

Telhas: substituindo os modelos tradicionais de cerâmica, as telhas em EPS absorvem menos energia térmica e evitam infiltrações e goteiras com maior precisão;

Elementos estruturais: o EPS pode ser usado em paredes, balcões, pilares ou colunas de uma construção.

Compartilhe:

Deixe um Comentário

Your email is safe with us.