social

SOLUÇÕES INTELIGENTES: ARQUITETURA CONTRA O ESTRESSE

SOLUÇÕES INTELIGENTES: ARQUITETURA CONTRA O ESTRESSE

A arquitetura pode auxiliar na redução de estresse e até mesmo de agressividade das pessoas?

Este tema pode ser abordado em diversas situações, como em casa, no apartamento, nos locais de trabalho e até mesmo em ambientes hospitalares. Todos estes locais demandam de certo cuidado com a arquitetura para propiciar, seja aos moradores, empregados e pacientes ambientes saudáveis e mais produtivos.

Não há muitas pesquisas sobre os efeitos do ambiente físico em hospitais, mas houve alguns estudos realizados no norte da Europa, bem como estudos realizados em outros ambientes de internação e ambientes não hospitalares, como prisões e apartamentos. Pesquisadores tem estudado como o ambiente físico pode influenciar os resultados no ambiente de saúde por muitos anos. Essa teoria afirma que a redução do estresse levará à redução das emoções negativas, o que, por sua vez, leva a uma redução dos comportamentos agressivos. Considerando essa teoria e pesquisas sobre estratégias de redução do estresse, apresentamos quatro estratégias relativas ao ambiente construído que podem reduzir o estresse.

 

Redução da tensão de aglomeração em ambientes hospitalares

 

A alta densidade social, o número de pessoas em cada cômodo, pode causar estresse de aglomeração. Estamos em um momento de readaptação, voltando aos poucos a frequentar ambientes em grupo na medida que a vacinação contra Covid avança. A aglomeração pode causar sentimentos negativos, incluindo aumento da ansiedade ou sensação de restrição e confinamento. Para o caso de hospitais e outros centros de recuperação, esse estresse pode ser reduzido incorporando mais quartos para um único paciente com banheiros privativos e maiores quantidades de áreas comuns menores para minimizar esses sentimentos. Não apenas a densidade social é reduzida, mas os pacientes também podem regular suas interações sociais, o que lhes dá mais autonomia sobre sua experiência. Os quartos individuais oferecem aos pacientes a opção de privacidade quando precisam e as áreas comuns com assentos móveis permitem aos pacientes algum controle de seu próprio espaço pessoal e interações. Ao encontrar maneiras de reduzir o estresse de aglomeração, os designers têm a oportunidade de ajudar os pacientes a se sentirem mais calmos, fortalecidos em seu espaço e menos confinados, o que pode aliviar a agressividade.

 

Minimize o estresse ambiental

 

Os estressores ambientais incluem ruído, falta de controle sobre o ambiente e a sensação de frio institucional. Estudos têm demonstrado que o ruído imprevisível ou incontrolável aumenta o estresse. Implementar paredes com classificação acústica e suavizar as superfícies internas de uma sala pode ajudar a reduzir a transmissão de som por toda a instalação, seja em casa ou no trabalho. Dar as pessoas algum controle sobre seu ambiente pode ajudar a reduzir o estresse. Algumas maneiras de dar mais controle sobre o ambiente é implementar iluminação controlável nos quartos, salas e escritórios, incluindo janelas que podem ser parcialmente abertas e oportunidades para individualizar o espaço dos colaboradores, como através de fotos na mesa de trabalho. Outro elemento que demonstrou reduzir o estresse é minimizar o aparecimento de recursos especiais de segurança, como fechaduras, câmeras, móveis aparafusados ​​ao chão ou salas totalmente fechadas que dão uma aparência institucional. Em vez disso, use medidas de segurança discretas. Um exemplo disso seria implementar linhas de visão diretas ao invés de câmeras.

 

Distrações positivas

 

Foi demonstrado que os jardins reduzem o estresse das pessoas. Sugere-se que jardins com muita vegetação e flores dispostos em um estilo natural sejam mais eficazes do que jardins com layouts geométricos e muitas paisagens artificiais. Demonstrou-se que as visões da natureza reduzem o estresse psicológico e fisiológico e a raiva. Essas vistas podem ser criadas com janelas de visualização para jardins externos. Foi demonstrado que a exposição suficiente à luz do dia tem um efeito positivo na saúde.

A pesquisa revela que a arte representacional da natureza é mais eficaz na redução do estresse e do comportamento agressivo do que a arte abstrata ou a falta de arte. Murais de árvores ou flores podem ajudar a criar uma sensação relaxante de espaço. A arte abstrata deve ser evitada, pois pode ser fisiologicamente estressante para o sistema visual e para o cérebro.

Estas foram então algumas soluções que a nova arquitetura poderá se preocupar e propiciar aos novos ambientes.

Compartilhe:

Deixe um Comentário

Your email is safe with us.